Fique por dentro das maiores tendências da agricultura no Brasil

 
 
7 minutos para ler
 
 

A agricultura no Brasil é um dos pilares da economia nacional. Segundo o Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, entre 1975 e 2016, o produto agropecuário brasileiro mais do que quadruplicou, e um dos principais motivos para esse crescimento foi a adoção de novas práticas e tecnologias.

 

Com o passar dos anos, cada vez mais máquinas e sistemas automatizados são utilizados na produção agrícola, tanto em grandes quanto em pequenos e médios produtores. Dessa forma, é essencial estar preparado para adotar o que há de mais moderno e eficiente no mercado.

 

Mas será que você, nosso leitor, sabe como está a agricultura no nosso país e, principalmente, quais são as suas tendências e os seus desafios? Acompanhar essas questões é essencial para sair na frente dos concorrentes e atender às necessidades do mercado.

 

Dessa forma, não deixe de ler este post e descubra mais sobre o assunto!

 

 

Qual é o cenário da agricultura no Brasil?

 

O ano de 2019 foi marcado pelo início de um novo governo, por isso, ainda é cedo para tirar qualquer conclusão. Entretanto, nos anos anteriores, em geral, a agricultura obteve resultados positivos, mesmo com problemas pontuais em algumas regiões do país.

 

Como os produtores estão, de certa forma, mais capitalizados e investindo cada vez mais em tecnologia, espera-se que este próximo ano seja melhor. Tendo em vista que a evolução média de crescimento do setor é 3,43% ao ano, superando o valor da agricultura norte-americana que é bem inferior — 1,38% ao ano.

 

E não para por aí! Apenas em 2017, a agropecuária teve um crescimento acumulado de 14,5%, quando o valor do PIB do setor somou mais de R$ 70,29 bilhões.

 

Esses e diversos outros aspectos positivos somente surgiram devido à automação do sistema de plantio. Nos dias atuais, o produtor sabe o momento certo de plantar e de colher, evitando falhas e gerando cultivos de maior qualidade.

 

Ao utilizar os equipamentos e as técnicas adequadas ao seu planejamento, é possível monitorar em tempo real tudo que acontece na lavoura. Lembre-se de que o direcionamento de todos os dados da produção também é fundamental.

 

O uso de máquinas permite conhecer, por exemplo, a quantidade exata de grãos por metro e a relação de plantação por hectares. Em outras palavras, os achismos foram deixados no passado, dando lugar para o uso de plataformas digitais e fazendas automatizadas.

 

 

Quais são as principais tendências da agricultura no Brasil?

 

O otimismo da agricultura no país favorece a expansão de tecnologias para os produtores rurais, mas, para alcançar bons resultados, é necessário preparar o solo de forma apropriada, dosar a quantidade correta de insumos e ter mão de obra qualificada, por exemplo.

 

A seguir, confira algumas tendências no mercado de plantio que você deve considerar para utilizar em sua gestão, a fim de obter eficácia no plantio, reduzir os custos e aumentar a rentabilidade.

 

 

Motores elétricos

 

A grande maioria dos produtores utilizam semeadoras movidas por um sistema mecânico de transmissão, através de correntes e engrenagens, isso reflete em diversos problemas no estabelecimento da cultura, decorrentes da operação com este tipo de tecnologia, dentre eles: alto coeficiente de variação, desperdícios com insumos e falta de garantia nos parâmetros estabelecidos.

 

Por outro lado, isso tende a mudar, sistemas hidráulicos já assumiram uma pequena fatia do mercado de semeadoras, melhorando a performance dos equipamentos e possibilitando a implantação da Agricultura de Precisão. Porém, nos últimos cinco anos, uma tendência está se tornando realidade e desejo dos produtores e empresas do setor de plantio, ou seja, a automação através de motores elétricos em um sistema eletrônico robusto, prático, intuitivo e altamente eficiente. Esta já é uma realidade e um passo importante para a adoção e difusão de tecnologias como IoT (Internet das Coisas) Learning Machine, Inteligência Artificial, dentre outras, além claro, de contribuir ainda mais para uma agricultura sustentável que também é fundamental.

 

Além disso, oferecem menores custos de manutenção, com o melhor custo benefício e um payback atrativo, isto é, uma taxa de retorno muito alta.

 

Com o aumento da eficiência, você reduz custos e potencializa a produtividade, direcionando mais recursos para investir no treinamento de funcionários, por exemplo. Já os sistemas de monitoramento facilitam a descoberta de falhas operacionais proporcionando ações preventivas e corretivas em tempo real ou, na pior das hipóteses, registrando os problemas para serem tratados em um segundo momento.

 

A disponibilidade destes dados para plataformas digitais capazes de processar um grande número de informações também é um diferencial da tecnologia, possibilitando ao gestor o acesso remoto das informações em tempo real de qualquer lugar do globo.

 

 

Agricultura de precisão

 

Os fertilizantes são aplicados nas lavouras para garantir a qualidade e a produtividade da safra, e é essencial ter certeza do retorno de cada recurso financeiro investido. Evitar dados estatísticos baseados no passado da produção e nas condições do terreno é um erro que você não pode cometer.

 

Nesse cenário, a agricultura de precisão surge para otimizar a sua rotina. Mas como isso acontece? Pois bem, esse é um processo que gerencia todos os fatores que influenciam as etapas produtivas, desde a preparação do terreno até a colheita.

 

Um bom exemplo disso é a dosagem autônoma de fertilizantes e de sementes. O sistema trabalha a partir de motores elétricos, que são controlados por um software, não exigindo a interferência direta do homem.

 

Como é possível definir rotas e acompanhar diversas linhas de plantio ao mesmo tempo, você consegue focar os seus esforços e recursos em aspectos mais importantes para o seu negócio. Inclusive, a safra de trigo brasileira 2018/2019 será a primeira a ter o sistema de semeadura autônomo.

 

O Dosador de Precisão FertiSystem Auto-Lub AP NG é um excelente equipamento para ser utilizado em seu dia a dia. O sistema regulariza a distribuição de fertilizante na linha de plantio.

 

Além disso, temos o aplicativo Dose Certa, que facilita o cálculo da quantidade de fertilizante utilizado. A ferramenta possibilita que o agricultor calcule a dosagem ideal para a sua lavoura em seu próprio celular. O download é gratuito, podendo ser utilizado por usuários iOS e Android.

 

 

Sensores de solo

 

Imagine saber, com detalhes, todas as características físicas e químicas do terreno da sua fazenda em tempo real? Saiba que é exatamente isso que os sensores de solo fornecem quando utilizados corretamente.

 

Eles levantam informações importantes para a sua tomada de decisão, como:

 

·        umidade;

·        temperatura;

·        MO (Matéria Orgânica)

·        pH.

 

 

O que fazer a partir de agora?

 

Ao ler esse conteúdo, você ficou por dentro das principais tendências da agricultura no Brasil. Motores elétricos, sistemas automatizados e solos mapeados são apenas alguns exemplos que você pode utilizar em sua lavoura.

 

Como as culturas plantadas e os objetivos de cada produtor são diferentes, é importante ter um planejamento adequado à sua realidade. Nessas horas, ter um parceiro formado por um time técnico especializado e focado na inovação é um diferencial a se destacar.

 

Então, se você deseja adotar o que há de mais moderno na agricultura no Brasil e tornar o mercado sustentável, entre em contato a gente agora mesmo! Gostou do nosso conteúdo e quer ficar por dentro das próximas postagens? Siga as nossas páginas no Facebook e no LinkedIn.