Afinal, qual é a importância da logística no agronegócio? Entenda!

 

 

7 minutos para ler
 
 

O setor de transportes é um dos mais fundamentais para o agronegócio no Brasil. A logística nesse setor está se consolidando como um diferencial competitivo, pois ajuda gestores e empresários a promoverem melhorias contínuas na cadeia de produção, favorecendo que os negócios se destaquem no mercado, diante dos concorrentes.

 

As empresas precisam de um olhar estratégico sobre os processos logísticos a fim de integrar as ações e obter redução de gastos e aumento da produtividade. É necessário compreender mais profundamente como as operações coordenadas de armazenamento, transporte e distribuição podem otimizar a logística no agronegócio e ajudar o empreendedor a ter sucesso em seu trabalho! Boa leitura!

 

 

Quais são os desafios da logística no agronegócio?

 

Os empreendedores que atuam no agronegócio enfrentam muitos desafios relacionados à logística, como:

 

  • as longas distâncias e as perdas das safras;
  • a elevada dependência do transporte rodoviário;
  • a falta de uma boa infraestrutura em rodovias e portos;
  • os custos altos.

 

Vale lembrar que as longas distâncias percorridas não apenas elevam os gastos, mas contribuem para perdas. A questão da perecibilidade é um grave problema a ser enfrentado, pois os alimentos têm prazo de validade e, como as distâncias são longas, as possibilidades de deterioração aumentam. Além disso, o modal rodoviário não dispõe de capacidade para suportar o escoamento de toda a produção agrícola.

 

 

Como se dá a divisão da logística no agronegócio?

 

A logística no agronegócio pode ser dividida em três partes integradas: a logística de suprimentos no agronegócio, a logística de apoio à produção no agronegócio e a logística de distribuição. Vamos analisar cada uma delas!

 

 

A logística de suprimentos no agronegócio

 

Determinados insumos agrícolas têm um custo muito elevado de transporte. Esse custo pode até ultrapassar o preço de compra dos insumos. Por isso, o processo de logística dos suprimentos tem por finalidade reduzir as despesas com transporte de matéria-prima e produtos acabados ou semiacabados para a cadeia de produção.

 

 

A logística de apoio à produção do agronegócio

 

Na tentativa de procurar somente o volume necessário de insumos, sem estocar em excesso e, ao mesmo tempo, sem deixar os estoques escassos, a logística de apoio à produção desempenha um papel fundamental. Considere que o excesso gera desperdícios e dificulta as atividades dentro do armazém. Por outro lado, a falta de itens faz com que muitos negócios deixem de ser fechados, ou seja, os consumidores comprarão com outro empreendedor.

 

Por isso, devemos racionar as operações que abrangem a transferência de materiais e a formação de estoques. Assim, ocorrerão somente os processos fundamentais que mantenham a produção do agronegócio, evitando gastos inúteis.

 

 

A logística de distribuição

 

A logística no agronegócio tem que considerar que trabalha com produtos perecíveis, devendo dar uma atenção cuidadosa ao tratamento após a colheita, seja em transporte, seja em armazenamento. Os insumos precisam de armazenamento em temperatura apropriada e até em ambientes com a umidade apropriada.

 

A logística de produção assegura que os produtos recebam um tratamento de acordo com a sua especificidade e conduzido respeitando os prazos de entrega acordados sem que aconteçam perdas na qualidade.

 

 

Como melhorar a logística no agronegócio?

 

A logística no agronegócio, tal como acontece nas empresas em geral, deve atuar de forma estratégica, planejando as atividades de colheita, o controle de estoque e a gestão de máquinas e de executores. O planejamento logístico no campo se aprimora à medida que são usadas tecnologias modernas, envolvendo softwares, dispositivos e outros sistemas.

 

 

As atividades de colheita

 

Algumas ferramentas permitem que o empreendedor identifique o estágio da lavoura em cada talhão, considerando quais os caminhos mais apropriados para percorrer com a colheitadeira. Isso significa que é necessário haver um planejamento e uma administração das tarefas com eficiência e eficácia, conhecendo o momento ideal da colheita e também por onde iniciar o trabalho e qual trajeto deve ser feito.

 

Ainda é possível mensurar e monitorar a colheita, medindo os parâmetros predefinidos pelo produtor. Dessa forma, ele acompanha a qualidade e a evolução de cada etapa, identificando se as operações estão oferecendo, de fato, bons resultados. Também é possível diminuir perdas durante a colheita. 

 

 

O estoque

 

Existem sistemas de controle de estoque que favorecem a gestão estratégica, permitem ao empreendedor ter conhecimento sobre o armazenamento, as movimentações e a disponibilidade da matéria-prima e de outros insumos indispensáveis para seu negócio. Também é possível dar baixa automaticamente e instantaneamente depois de aplicar defensivos e fertilizantes, por exemplo.

 

A partir dessas considerações, o produtor pode fazer compras por preços mais baixos, com a compreensão clara a respeito do que comprar, em qual momento e em qual quantidade, obtendo, assim, um controle total sobre os gastos.

 

 

As máquinas e os executores

 

O sucesso da produção agrícola depende, em grande parte, de um maquinário que funcione da forma adequada e ainda do trabalho bem-sucedido realizado por profissionais especializados no período de colheita, na fase do plantio e em todas as etapas. Por esse motivo, há diferentes sistemas para gerenciar máquinas e pessoas.

 

Esses sistemas podem rastrear tratores e implementos e monitoram o desempenho do pessoal — os executores que trabalham nas máquinas —, como a velocidade e os caminhos percorridos. O produtor consegue perceber, entre outras coisas, se os armazéns estão bem situados geograficamente ou se a roteirização é apropriada.

 

 

Como a logística no agronegócio se beneficia com um sistema de gestão?

 

Uma boa logística no agronegócio assegura, portanto, as condições mais favoráveis para a produção, a colheita, a armazenagem e o transporte de insumos, sempre com a máxima eficiência e os menores custos possíveis. Para obter bons resultados, é interessante contar com uma solução automatizada de gestão. Um software ou uma plataforma de gestão avançada podem oferecer determinadas funções, como:

 

  • o faturamento de serviços/produtos;
  • a projeção de vendas;
  • a importação e a exportação de notas fiscais;
  • os descontos e as comissões;
  • a tabela de preços de vendas;
  • os pedidos — as vendas, os atendimentos, as reservas, as entregas futuras;
  • a nota fiscal de serviços;
  • a programação de entrega;
  • o controle de comissões;
  • os relatórios.

 

A logística no agronegócio requer medidas bem planejadas para que seja possível aplicar melhorias efetivas nos processos logísticos. A tecnologia certamente faz parte dessas medidas, mas é preciso que haja profissionais qualificados para lidar com ela. A zona rural, hoje, não pode se dissociar das atualizações e descobertas que permitem a realização de trabalhos mais eficientes e que fazem do empreendimento agrícola uma empresa como qualquer outra que atua nas cidades e nas grandes metrópoles.

 

 

Entre em contato com a gente e obtenha mais informações sobre os nossos produtos!