Entenda como funciona o financiamento rural para a agricultura

 
 
3 minutos para ler
 
 

Nem sempre a vida no campo é fácil. Conseguir recursos para a compra de sementes, herbicidas, fertilizantes, implementos, entre outros, é uma tarefa difícil. Para permitir que o pequeno produtor tenha recursos para seu plantio é que foi lançado o financiamento rural.

 

Com um recurso para financiar sua produção, ele terá mais tranquilidade durante o processo, poderá ter um melhor investimento em qualidade e, com a colheita, poderá pagar o crédito rural e ter melhor margem de lucro. Ou seja, é uma excelente opção para quem vive do campo.

 

Para você entender um pouco mais sobre o assunto e conhecer o processo, preparamos este artigo. Confira!

 

 

Custeio e Plano Safra

 

Para custear a produção no campo, O Governo Federal lançou, em 2003, o Plano Safra, que ocorre sempre de julho a junho, já pensado estrategicamente para atender ao período da safra brasileira. Com ele, o produtor que precisa de investimento pode obter recursos com juros menores do que os praticados tradicionalmente no mercado.

 

Os valores financiados podem ser usados para serviços de assistência técnica e extensão rural, garantia de preços, seguro da produção, crédito e comercialização e organização econômica das famílias do campo.

 

 

Créditos disponíveis

 

No mercado, há várias linhas de crédito voltadas aos agricultores, porém, duas se destacam. Veja-as a seguir!

 

 

Pronaf

 

O Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) existe desde 1995 e objetiva oferecer uma linha de crédito diferenciada para os pequenos agricultores. Mantido pelo Governo Federal, ele é destinado para os produtores que usam sua própria força de trabalho ou familiar como mão de obra.

 

Ele tem o objetivo de facilitar o acesso a linhas de financiamento que permitirão um maior valor agregado à sua produção, aumentando seus ganhos e elevando sua renda familiar. O Pronaf pode ser usado para financiar atividades e serviços — ligados à atividade agropecuária ou não — desde que desenvolvidos dentro da propriedade rural ou em áreas comunitárias nas redondezas.

 

Conta com uma taxa de juros bem menor se comparada às demais existentes no mercado e, por meio do programa de financiamento ao pequeno produtor, o Governo Federal estimula o desenvolvimento da agricultura familiar, estimada, atualmente, em 12 milhões de pessoas envolvidas.

 

 

Pronamp

 

O Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural), como o próprio nome diz, é direcionado para médios produtores que queiram investir em suas propriedades. Para se enquadrar no programa, a renda bruta não pode ser superior a R$ 2 milhões por ano, e 80% dela precisa ser oriunda da sua atividade agropecuária.

 

Ele é destinado para proprietários, arrendatários e posseiros, e o valor máximo financiado é de R$ 430 mil por ano/safra. Em caso de empreendimentos coletivos, o valor máximo financiado é de R$ 20 milhões.

 

Conhecer as linhas de financiamento para pequenos e médios agricultores é fundamental para ter melhores resultados no campo. Assim, como podemos observar, é possível otimizar a produção e fazer investimentos que melhorem a qualidade da plantação, para que a colheita seja mais rentável.

 

 

Gostou do nosso conteúdo e quer ficar por dentro das próximas postagens? Siga as nossas páginas no Facebook e no LinkedIn.