3 tendências da agricultura orgânica para você conhecer

 
 
3 minutos para ler
 

Com os avanços da informação, os critérios dos consumidores estão mais exigentes e isso também afeta a agricultura. A demanda da agricultura orgânica cresce no Brasil, como consequência da busca cada vez maior por alimentação e por hábitos que sejam mais saudáveis.

 

Com o crescimento da demanda, o investimento nessa área se torna favorável aos agricultores. Dessa forma, atentar às tendências que vêm surgindo nesse mercado é fundamental para não ficar para trás e para saber como reagir a esse movimento.

 

Neste post, listaremos 3 tendências da agricultura orgânica para que você se informe sobre o que há de mais novo nesse setor. Boa leitura!

 

 

1. Expansão do uso de fertilizantes orgânicos

 

A atividade agrícola sempre foi proporcional ao uso de fertilizantes. A dinâmica do agronegócio resulta numa grande demanda de nutrientes, o que leva a uma situação em que o país fica exposto às flutuações de fornecimento e de preços internacionais.

 

Visando à diminuição dessa exposição, o setor de fertilizantes orgânicos funciona como uma alternativa de fornecimento ao agronegócio, suprindo a matéria orgânica e os nutrientes necessários para a correção do solo e a nutrição das plantas.

 

 

2. Adoção do sistema de plantio direto

 

O plantio direto consiste numa forma de manejo do solo, envolvendo técnicas adequadas para o aumento de produtividade. Dessa forma, é possível conservar ou, até mesmo, melhorar o ambiente de cultivo.

 

Dentre as técnicas que compõem o plantio direto, temos:

 

  • cobertura do solo com palhada;
  • ausência ou mínimo revolvimento do solo;
  • rotação de culturas.

 

O preparo do solo com o plantio de palha, por exemplo, é excelente por realizar um processo de “reciclagem” dos nutrientes, evitando a erosão do solo. Após a colheita, é importante analisar as necessidades de melhorias e correções do solo antes que o próximo plantio seja feito, garantindo, assim, uma boa produção sem a necessidade do uso de agroquímicos na lavoura.

 

 

3. Aumento do mercado de produtos orgânicos

 

A preocupação com a origem do alimento que está chegando à mesa é cada vez maior pelos consumidores. Grandes debates envolvendo os riscos de alimentos tratados com agrotóxicos e transgênicos vêm sendo levantados. Todo esse movimento traz cada vez mais clientes para o mercado de produtos orgânicos.

 

Esse aumento tende a ser cada vez maior, o que torna o investimento e o estudo desse setor cada vez mais necessários.

 

Além dos vieses econômicos, a agricultura orgânica também tem grande importância na preservação ambiental. Dentre seus benefícios, podemos destacar:

 

  • o uso de energias renováveis;
  • a rotação de culturas;
  • a manutenção da biodiversidade;
  • a diminuição do impacto ambiental e da sustentabilidade;
  • a produção de alimentos saudáveis;
  • a preservação de recursos naturais;
  • o enriquecimento do solo;
  • a aplicação de adubos naturais; entre outros.

 

As inovações na agricultura orgânica são inúmeras e surgem cada vez mais delas. Sendo assim, estar atento e manter-se atualizado sobre elas é fundamental para não ficar ultrapassado e tirar proveito das técnicas e das metodologias mais eficientes dentro do mercado.

 

 

Gostou de conhecer um pouco sobre as tendências da agricultura orgânica? Entre em contato com a gente e obtenha mais informações sobre os nossos produtos!