5 dicas incríveis para acertar na gestão de propriedades rurais

 
 
4 minutos para ler
 
 

A gestão de propriedades rurais prepara seu negócio para sobreviver aos anos ruins e prosperar nos bons. Para terem sucesso, os agricultores de hoje devem gerenciar seus recursos de modo a enfrentar os desafios decorrentes da variação de custos, preços e condições climáticas.

 

A administração de uma fazenda é o processo pelo qual recursos e situações são manipulados pelo gestor, quando ele tenta, com informações incompletas, alcançar seus objetivos. Com planejamento e técnicas corretas, é possível aumentar a produtividade, otimizar o plantio e reduzir custos. Confira, a seguir, 5 dicas incríveis para aprimorar a administração da sua propriedade rural!

 

 

1. Padronize os processos

 

Todas as empresas na área de manufatura mantêm procedimentos operacionais padrão, conhecidos pela sigla SOP em inglês (Standard Operational Procedures). O mesmo vale para atividades nas áreas de saúde, engenharia e muitas outras. Ainda que nem todo fazendeiro tenha uma loja, todos essencialmente têm um negócio de manufatura biológica: compram matéria-prima e produzem um produto.

 

Padronizar os processos significa desenvolver um conjunto de tarefas que serão realizadas sempre do mesmo jeito e na mesma ordem. Por exemplo: você pode determinar que se deve checar a previsão do tempo antes de proceder com uma irrigação, que nenhum funcionário começará a trabalhar sem trajar o Equipamento de Proteção Individual (EPI), que se deve consultar, pelo menos, três fornecedores antes de fazer uma compra etc.

 

SOPs ajudam o trabalho do seu negócio a ganhar consistência e qualidade. Eles também servem para traçar um plano para emergências, como períodos de muita chuva ou de seca prolongada.

 

 

2. Treine a equipe de trabalho

 

Nenhum negócio prospera com o trabalho de uma só pessoa. Uma equipe qualificada e motivada é um dos elementos mais importantes da gestão de propriedades rurais. Certifique-se de que sua equipe conhece e pratica os procedimentos padronizados, usa sempre equipamentos de proteção, segue regras de higiene e assim por diante.

 

Funcionários que saibam usar corretamente o maquinário trarão mais retorno para o seu negócio.

 

 

3. Conheça os custos da propriedade

 

Um dos segredos da gestão profissional é identificar custos escondidos, que um agricultor mais desatento pode desconhecer. Custos de vida, impostos sobre propriedade rural, compras de máquinas e equipamentos, contas de luz e água, aluguéis e outras despesas podem fazer grande diferença ao longo dos anos.

Cortar custos constantemente é uma rotina importante. De forma relacionada, não conte com o valor de sua propriedade para quitar dívidas ou empréstimos. Um imóvel supostamente valorizado não representa ganho nenhum até ser vendido, mas, aí, você perde a terra que poderia usar para plantar. 

 

 

4. Faça uso da tecnologia

 

Maquinários modernos, uso de fertilizantes, programas de gerenciamento e até alguns aplicativos de celular podem trazer enormes ganhos para a produtividade do seu negócio. Se você quiser fazer render mais sem comprar mais terra ou contratar trabalhadores, a tecnologia é a melhor opção.

 

 

5. Estabeleça métricas de desempenho

 

Administrar requer medir. Não é possível saber, de verdade, se o negócio vai bem sem os números adequados. Para alcançar o sucesso, é preciso saber aonde se quer chegar, e isso envolve métricas. Cabe a você, como gestor, estabelecer as mais relevantes para o seu negócio, que podem envolver: toneladas produzidas por hectare por ano, valor médio das vendas, retorno sobre o investimento em fertilizantes etc.

 

A gestão de propriedades rurais é a principal responsabilidade do produtor. Ao avaliar constantemente o desempenho da propriedade e propor melhorias para o melhor desenvolvimento do negócio, ele prepara o empreendimento para produzir e render cada vez mais.

 

 

Gostou deste texto? Siga a gente no Facebook e no LinkedIn para ficar por dentro de mais dicas como essas!

Veja também